Original

Agbook

Original

Patavinas

Um livro apenas para os fortes

Por: Rogerio Augusto Ayres de Araujo

Patavinas um livro apenas para os fortes

Este livro é mesmo para os fortes?

O que você está para ler trata-se de um conto despretensioso e ordenado de maneira sutil, uma brincadeira com o uso de palavras complexas e mesmo assim, até um tanto usuais no dia-a-dia.

Baseado na opinião de quem o leu enquanto no prelo, advirto que pode parecer sim uma afronta ao leitor, este que uma vez aceito o desafio da compreensão inicial, poderá se deleitar com a estória de Senhor Praxedes e de seu tradutor para português, ao que se remete esta estória.

Dei sim, a abertura para incluir vícios de linguagens, coloquialismos, e a transcrição literal da forma em sugestão para alguns personagens, coloquei gírias e até neologismos, o que se fez necessário para melhorar a compreensão, lógica e argumentação, incluindo também a qualquer incauto, algumas palavras um pouco deselegantes, mas na busca do contexto, não poderia ficar omisso.

Ao final, é encontrado um índice remissivo, para que seja possível estudar as palavras mais complexas em separado ao texto, o que poderá auxiliar também na busca da compreensão, e observando a forma na qual ela foi usada. Eu estou analisando a possibilidade de trabalhar os devidos links e referências cruzadas no e-book para poder levar o leitor às definições de alguns termos, colocando links para dicionários e consecutivamente, comentários. Mas isso é para o futuro.

Ainda que no início, pareça um tanto complexo, o entendimento se dará na sequência, e isso poderá vir a ficar mais interessante ao longo da leitura. Ao contrário de alguns livros onde costumariamente pulamos as palavras mais complexas e assim compreenderemos o texto, este ensaio, no início, se propõe exatamente ao contrário. Mas ao longo dos capítulos, fica mais tênue. Peço um pouco de paciência.

Já não faço uso de tremas, busquei a nova ortografia, com o coração partido.

A história busca ser em local indefinido, a pouca descrição dos personagens sugere que o leitor possa usar de sua imaginação para dar cara às pessoas descritas. Mas sugiro que a história esteja se passando em um tempo atual. O falar complexo do personagem principal é contraditório no mundo atual, mas esta é a razão desta história, o Senhor Praxedes é dado com as tecnologias mais modernas.

O livro é sim um curto ensaio, apropriado para e-book, e é assim que estou lançando esta edição, no entanto, peço efetivamente, que me ajudem com as críticas, de maneira que eu possa ainda melhorar seu conteúdo e trabalhar de acordo para que a próxima revisão possa vir a ser mais apurada e o contexto mais razoável. Peço, portanto, para que me escreva ao final da leitura, via email mesmo. Com críticas e sugestões. Será que é possível de se chegar ao fim?

Selos de reconhecimento

Impresso
De R$ 33.21 por:
R$ 33,21

Ebook (PDF)
R$ 13,58

Tema: Humor, Realismo Fantástico, Literatura Nacional Palavras-chave: comico, complexo, dificil, engraçado, patavinas, romance

Características

Número de páginas: 82
Edição: 1(2013)
Formato: A5 148x210
Coloração: Preto e branco
Tipo de papel: Offset 75g

Livros com menos de 70 páginas são grampeados; livros com 70 ou mais páginas tem lombada quadrada; livros com 80 ou mais páginas tem texto na lombada.



Personalizar acabamento
Para comprar cópias com opções de acabamento diferentes entre si, é necessário adicionar uma versão de cada vez ao carrinho.

Comentários (2 comentários)
29/01, 11:49 h
Renato Leite
Pude vislumbrar sua obra e achei muito interessante a concepção. Há até índice remissivo para o uso das palavras. Li o começo e imediatamente estimula o criticismo: "O quê o autor está tentando mostrar com isso?", "É ele primo do profeta Gentileza?" , "Está renascendo a Semana da Arte Moderna?". Acredito de verdade que é um estilo único, inovativo, provocante, educativo na complexidade do uso das palavras e neologismo, e que merece ser contemplado e criticado por catedráticos também.
28/01, 16:46 h
Angela Lorenz Antonetti
Nossa amigo este Dr. Praxedes é do peru mesmo, deveriam existir pessoas assim no mundo.

Deixe seu comentário:

Nome

Email (não será publicado na página)

Comentário

Fale com o autor

*Seu nome

*Seu email

*Mensagem


SEGURANÇA

Selo_norton

FORMAS DE PAGAMENTO

Boleto Bancário Itaú Transferência online Banco do Brasil Transferência online Bradesco Transferência online Itaú Cartão Visa Cartão MasterCard Cartão American Express Cartão Diners Cartão Hipercard
Todo o conteúdo dos livros é de exclusiva responsabilidade de seus autores, sem nenhum tipo de responsabilidade editorial da AgBook, responsável unicamente pela comercialização e entrega.