Agbook

MEU DEVIR LÍRICO E UM PASSEIO NO PARQUE

Esta página foi vista 659 vezes desde 21/12/2013

Edição Especial

Por: Leandro Prado

Em que não há sinopse na arte da poesia.

O impacto do lírico recém-nascido na expectativa. A expectativa que no tempo se forma numa imagem tirando da terra nutrientes de outras imagens se desencontra. Imagens que de ousadas ou infantilmente simples se chocam com o rosto do sujeito.

A linha de pontos, linha de pontos apertados na superpopulação da sua linha do tempo e da sua linha do tempo, é uma terra fértil para o nascimento da multipluralidade de ramificações que a imaginação do eu-lírico e do leitor oferecem.

De dentro de uma contemporaneidade o poeta é o que provoca um chacoalhão na mudança que dá voltas e não muda nada. Imaginar ao mergulhar em um poema é criar vidas e mundos inteiros e se deslocar da própria contemporaneidade. Não desperdice sua vida com apenas uma vida!

Qual tema seja, limpe sua mente de pré-conceitos, assim você não fica preso dentro da própria mente, dos próprios caminhos e atalhos sem fim trancados à chave. Deixe a monotonia junto com as fechaduras em um buraco infértil, cresça junto com a árvore chamada “Meu Devir Lírico e um Passeio no Parque” enquanto (re)lê e quando vê-la grande e bonita ao passear num parque saberá o que é a magnitude transcendental que é mergulhar no lírico em devir de um bom poeta. Se é um verdadeiro leitor.

“Pois mergulhar num desses é a maior aventura de todas na experiência imaginativa lúdica, crítica, científica, sensível e filosófica, moral, ontológica, religiosa, sexual e amorosa, interpessoal e intrapessoal, interpessoal e, acima de tudo, humana.”

Sumário:

- Pegue a Linha

- Os Quebra-cabeças e o Juízo

- O que Faz Falta

- Carta Para Minha Menina

- Beleza é Imaginação, O Que Antecede o Saber, Um Lugar Improvável

- Reprodução

- Suscitação

- Dancinha Sarapintada

- Lasseando Lascívia Verdade

- Quando o Acaso Acerta a Sorte

- Serenata Para o Ser

- Dia-a-dia Perverso

- O Apuro da Rosa

- A Valsa

- Prefácio a Uma Vida, Como a Sua

- Se

- O Tamanho de uma Dança a Dois

- O Arrancar-se Relativo

- Declaração

- O Tempo Destrói Tudo

- Empates em uma Putinha

- O Retorno Que Não Cessa

- Dou-te Minhas Saudades

- O Tamanho De Um Beijo a Um

- Genialoucurazão

- O Cupido Egoísta

- Introspecção Em Busca do Nada

- Sem Título

- Existência

- Quando o Poema é Triste

- Desfunção, Incapacidade, Desinfância, Incomunicabilidade. Desespero

- Imaginação de Um Poema em Branco

- Um Mundo

Impresso
R$ 80,20

Ebook (PDF)
R$ 33,37

Características

Número de páginas: 63
Edição: 2(2013)
Formato: A4 210x297
Coloração: Colorido
Tipo de papel: Couche 150g

Livros com menos de 70 páginas são grampeados; livros com 70 ou mais páginas tem lombada quadrada; livros com 80 ou mais páginas tem texto na lombada.



Personalizar acabamento
Para comprar cópias com opções de acabamento diferentes entre si, é necessário adicionar uma versão de cada vez ao carrinho.

Comentários (0 comentários)

Deixe seu comentário:

Nome

Email (não será publicado na página)

Comentário

SEGURANÇA

Selo_norton

FORMAS DE PAGAMENTO

Boleto Bancário Itaú Transferência online Banco do Brasil Transferência online Bradesco Transferência online Itaú Cartão Visa Cartão MasterCard Cartão American Express Cartão Diners Cartão Hipercard
Todo o conteúdo dos livros é de exclusiva responsabilidade de seus autores, sem nenhum tipo de responsabilidade editorial da AgBook, responsável unicamente pela comercialização e entrega.