Agbook

Loren: A Italianinha

Por: Israel Foguel

Sophia Loren é o nome artístico de Sofia Constanza Brigida Villani Scicolone, nascida em Roma, no dia 20 de setembro de 1934.

Quando ainda era muito pequena, sua família transferiu-se ao município napolitano de Pozzuoli, onde viveu até a adolescência em uma situação econômica muito difícil.

Encorajada a tomar aulas de atuação após participar de um concurso de beleza, Loren começou sua carreira no cinema em 1950.

Aos 15 anos, apareceu em vários papéis menores até ser contratada para cinco filmes pela Paramount em 1956, lançando sua carreira internacional. Atuou em filmes notáveis como Orgulho e Paixão, Tentação Morena, Começou em Nápoles.

Sophia Loren ganhou fama internacional em 1962, quando recebeu o Oscar de Melhor Atriz pelo filme Duas mulheres, que também lhe rendeu o prêmio de Melhor Atriz no Festival de Cannes e o New York Film Critics Circle Awards.

Ela detém o recorde por ter recebido seis David di Donatello Awards de Melhor Atriz, o maior número já recebido, pelos filmes: Duas Mulheres (1960); Ontem, Hoje e Amanhã; Matrimônio à Italiana (pelo qual ela foi nomeada para um segundo Oscar); I girassol; A viagem (1974); e Um Dia Muito Especial.

Sua carreira atingiu o auge em 1964, quando recebeu 1 milhão de dólares para estrelar o filme A Queda do Império Romano.

Além do Oscar, ela ganhou um Grammy Award, cinco Globos de Ouro especiais, um Bafta, o prêmio de Melhor Atriz no Festival de Cannes, e o Oscar Honorário em 1991.

Em 1995, ela recebeu o Prêmio Cecil B. DeMille pelas realizações ao longo da vida. Em 1999, Sophia Loren foi reconhecida como uma das 25 maiores lendas do cinema norte-americano do sexo feminino na pesquisa do American Film Institute, da AFI's 100 Years...100 Stars.

Depois de constituir família no início dos anos 70, Loren passou a dedicar menos tempo a sua carreira de atriz e optou por fazer apenas aparições em filmes ocasionais. Nos últimos anos, ela ainda apareceu em filmes americanos como Prêt-à-Porter, Grumpier Old Men e Nine.

Lina Wertmüller desejava filmar Tieta de Jorge Amado, antes da produção de Cacá Diegues e a protagonista seria Sophia Loren.

Neste livro conheça a trajetória desta italianinha que até os dias atuais, com 84 anos, encanta por sua beleza atemporal.

Selos de reconhecimento

Impresso
R$ 43,91

Ebook (PDF)
R$ 22,60

Tema: Filme, Artes e Entretenimento, Artes Cênicas Palavras-chave: cinema, filme, motion, pictures

Características

Número de páginas: 168
Edição: 2(2019)
Formato: A5 148x210
ISBN: 978-85-93232-13-8
Coloração: Preto e branco
Acabamento: Brochura c/ orelha
Tipo de papel: Couche 90g

Livros com menos de 70 páginas são grampeados; livros com 70 ou mais páginas tem lombada quadrada; livros com 80 ou mais páginas tem texto na lombada.




Comentários (0 comentários)

Deixe seu comentário:

Nome

Email (não será publicado na página)

Comentário

Fale com o autor

*Seu nome

*Seu email

*Mensagem


SEGURANÇA

Selo_norton

FORMAS DE PAGAMENTO

Boleto Bancário Itaú Transferência online Banco do Brasil Transferência online Bradesco Transferência online Itaú Cartão Visa Cartão MasterCard Cartão American Express Cartão Diners Cartão Hipercard
Todo o conteúdo dos livros é de exclusiva responsabilidade de seus autores, sem nenhum tipo de responsabilidade editorial da AgBook, responsável unicamente pela comercialização e entrega.