Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Informamos ainda que atualizamos nossa Política de Privacidade.
ACEITO

Agbook

Segurança e saúde de trabalhadores

Esta página foi vista 1643 vezes desde 07/08/2011

A gestão da demanda em uma Unidade de Pronto Atendimento

Por: Eva Vilma Muniz de Oliveira

As Unidades de Pronto Atendimento foram estruturadas como uma instância de atendimento secundário à população. Observa-se nessas Unidades a superlotação, a dificuldade no fluxo da porta de entrada e a demora no atendimento. Tais aspectos parecem estar relacionados à demanda de procura pelo atendimento que tem sido por causas simples que poderiam ser resolvidas nos serviços primários. Nestes casos o acesso aos serviços de urgência/ emergência têm sido prejudicial, causando transtorno para o paciente que procura o serviço e para a equipe que presta o cuidado. Este ultimo público, os trabalhadores dessas unidades, de modo particular, vem sofrendo com tal situação, seja na precarização de suas atividade, seja na sobrecarga de atendimento, seja no ritmo de trabalho. Tais questões parecem ter uma forte ligação com índices de problemas de saúde e acidentes quem vem ocorrendo em uma unidade na cidade de Belo Horizonte. Neste sentido, propôs-se um projeto de intervenção junto a uma Unidade de Pronto Atendimento, visando diminuir a incidência de agravos relacionados à saúde e segurança dos trabalhadores, com o enfoque na gestão da demanda dessa unidade. Como forma de comprovar o cenário da demanda recorreu-se a estudos similares realizados anteriormente e também à pesquisa documental, a qual permitiu identificar um índice médio de atendimento diário de cerca de 78% de casos classificados como verde. Os dados disponibilizados por esta unidade contribuiu para o entendimento de qual a prevalência de cores atendidas na classificação de risco, tais índices apontam para a sobrecarga e excesso no numero de pacientes e consequentemente de seus atendimentos. Assim, diante desse contexto, optou-se por estruturar um projeto de intervenção com ações que visam reordenar e organizar o fluxo de usuários das Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) para o atendimento na sua Unidade Básica de Saúde (UBS). Bem como, estruturar ações paliativas de organização de trabalho e pausas intercaladas de ações cotidianas. Objetivou-se ainda, a integralidade dos serviços, o processo de gestão e o trabalho em equipe.

Selos de reconhecimento

Impresso
R$ 27,87

Tema: Ciências Biológicas Palavras-chave: atendimento, do, pronto, saúde, segurança, trabalhador, unidade

Características

Número de páginas: 57
Edição: 1(2011)
Formato: A5 148x210
Coloração: Preto e branco
Acabamento: Brochura c/ orelha
Tipo de papel: Offset 75g

Livros com menos de 70 páginas são grampeados; livros com 70 ou mais páginas tem lombada quadrada; livros com 80 ou mais páginas tem texto na lombada.




Comentários (0 comentários)

Deixe seu comentário:

Nome

Email (não será publicado na página)

Comentário

SEGURANÇA

Selo_norton

FORMAS DE PAGAMENTO

Boleto Bancário Itaú Transferência online Banco do Brasil Transferência online Bradesco Transferência online Itaú Cartão Visa Cartão MasterCard Cartão American Express Cartão Diners Cartão Hipercard
Todo o conteúdo dos livros é de exclusiva responsabilidade de seus autores, sem nenhum tipo de responsabilidade editorial da AgBook, responsável unicamente pela comercialização e entrega.